A interactividade da Colheita63 em movimento contínuo para todo o Mundo e especialmente para Lisboa , Tomar , Monte Estoril , Linda-a-Velha , Setúbal , Coimbra , Porto , VNGaia , Braga , VNFamalicão , Santo Tirso , Afife , Vila Real , Vinhais , Bragança , Castelo Branco , Seia , Vendas Novas , Varsenare e Aveiro

terça-feira, abril 26, 2011

Claro que não estamos arrependidos

Como é habitual, a Associação 25 de Abril, pessoa colectiva de utilidade pública, todos os anos por esta altura, emite a sua mensagem, aludindo ao acto libertador e fazendo uma análise da situação social e política que se vive na altura.

Permito-me transcrever uma pequena parte dessa comunicação:

"Hoje, passados 37 anos, quando muito do conseguido foi abandonado, quando a crise em que mergulhámos nos faz ter saudades dos dias da libertação, é tempo de reafirmar os valores que nos fizeram avançar há 37 anos e de proclamar bem alto: Claro que valeu a pena! Claro que não estamos arrependidos!

Isto porque, apesar das enormes dificuldades que atravessamos, apesar de Portugal se afastar cada vez mais do que sonhámos com o 25 de Abril, o País que hoje temos é imcomparávelmente melhor do que o que tínhamos há 37 anos.

Não nos venham dizer que os males de hoje são da responsabilidade do 25 de Abril!

Há 37 anos abriram-se as portas aos portugueses , para a construção de um país melhor!

Durante estes anos, não fomos capazes de garantir a unidade de todas e de todos na consolidação de um caminho conjunto, para fazermos mais e melhor. Deixámo-nos arrastar para uma crise que, tendo uma enorme componente internacional, é também fruto dos erros cometidos pelos responsáveis, por nós escolhidos."

Subscrevo, na totalidade, as ideias aqui expressas por Vasco Lourenço e os seus camaradas de Direcção.

5 comentários:

mc disse...

Boas palavras, tanto as do autor como as do comentador.
Há,de facto, asneiras feita ao longo do caminho,e isto sem querer acusar alguém em especial nem desculpar todos em geral.
A História explica mesmo a incúria, o marialvismo , a inexperiência, os excessos, a incompetência . Mas é indispensável que o que é feito "à nossa maneira" passe a ser sinónimo de exigência e de qualidade.

Duarte disse...

E já é segunda vez que estamos de acordo, pelo menos!

Mesmo com as "curvas" e "contracurvas" acontecidas, temos a liberdade de estar aqui a dizer as "palermices", ou as "verdades" que nos vão na mente!

Era bom que houvesse mais seriedade, rigor,competência e qualidade.

Lá chegaremos um dia...

Anónimo disse...

É claro que foi bom que o 25 de Abril de 1974 e seguinte 1º de Maio tivessem acontecido. Muito de bom ganhámos e, se inumerasse, obteria uma longa lista. Porém, passados já estes 37 anos, a minha expetativa está algo gorada mas não ao ponto de querer retroceder até ao 24. Foi pena que se tivesse estragado o que estava bem, já que também não era tudo mau. Agora está difícil mas "o caminho faz-se caminhando".
Abraços.
Fbbc

Anónimo disse...

Mas alguém duvida que o saldo é francamente positivo?!

LP

Anónimo disse...

Sábias palavras de Vasco Lourenço, IFFT, MC,DO, Fbbc e LP. Totalmente de acordo. Para que a alegria que o 25 de Abril nos trouxe, perdure e a revolução se consolide, chegou a hora de pouparmos um pouco mais, darmos as mãos, arregaçarmos as mangas e mãos à obra. UM