A interactividade da Colheita63 em movimento contínuo para todo o Mundo e especialmente para Lisboa , Tomar , Monte Estoril , Linda-a-Velha , Setúbal , Coimbra , Porto , VNGaia , Braga , VNFamalicão , Santo Tirso , Afife , Vila Real , Vinhais , Bragança , Castelo Branco , Seia , Vendas Novas , Varsenare e Aveiro

segunda-feira, junho 30, 2008

Parto assistido e sem dor!

A Colheita de 63 engravidou e teve um "filho".

Nasceu hoje, espero que saudável, um novo blogue que é filho directo da Colheita.
Vai ser uma forma de estar diferente, o puto não saiu hiperactivo, mas mais reflexivo e intimista.
Veremos se não esquizofreniza...

Claro que o pai continuará a postar na Colheita de 63, a melhor colheita do século!

Agradeço a vossa visita ao recém-nascido e sobretudo os comentários bem críticos.
Não tenham medo de bater, este não está na incubadora!

Este é o dito recém-nascido:
Escutador de Almas

Lá vos espero!

A mulher ...2

Ontem à hora da final do Euro 2008 e durante a 2ª parte consegui , simultâneamente, ver o jogo e deitar o olho para o programa que estava a dar na SIC .
Primeiro não prestei grande atenção , depois fiquei colado ao ecran e verifiquei que já não me lembrava daquelas coisas e se calhar a grande maioria das mulheres também não .
Antes do 25 de Abril as mulheres não podiam :

* Mostrar o umbigo
* Usar fatos de banho de duas peças
* Casadas não podiam sair do País sem autorização do marido
* Enfermeiras não podiam casar
* Noivas de oficiais do exército não podiam casar sem dote
*Professoras não podiam casar com quem ganhasse menos que elas e tinham que ter autorização
* Não podiam trabalhar sem autorização do marido
* Não podiam sair à noite sozinhas
*Usar isqueiro sem licença ( os homens também não )
* Jogar às cartas nos comboios ( os homens também não )
* Não podiam beber Coca-Cola ( os homens também não )
* Havia censura

Chega ? Ainda há mais se quiserdes ..

A mulher ... 1

As mulheres são um mistério perfeito e indecifrável - D.O.


Senão vejamos algumas vozes do povo :


A mulher casada o marido lhe basta
Do vinho e da mulher livre-se o homem, se puder
De nenhuma mulher há que fiar e de todo o homem há muito que temer
Entre dez homens nove são mulheres
Entre marido e mulher nunca metas a colher
Formosura de mulher não enriquece o homem
Homem tendo mulher feia tem a fama segura
Homem velho e mulher nova, ou corno ou cova
Não há nada como uma mulher para fazer do homem quanto quer
O que o marido proíbe a mulher o quer

Duas notícias de hoje

Ainda o escuro dominava o quarto , ouvi,na rádio,duas notícias que me chamaram a atenção, pela raridade da localização geográfica que lhes era comum .
A primeira tratava de uma primeira pedra que assumia a forma de uma assinatura. A da nova barragem na zona baixa do Sabor, que um representante do governo punha nos píncaros da lua, lá onde só chegam iluminados selectíssimos deste país de maravilhas. Água, energia, Alqueva, visão, originalidade, eram alguns dos encómios em boca própria que arrasavam toda a concorrência aqui e no mundo. Para quem tinha dúvidas sobre a realização deste empreendomento,o que ouviu só as reforçou . Eu tenho dúvidas e só não sou visceralmente contra, porque um ou dois dos autarcas da região falaram com algum grau de razoabilidade das vantagens e benefícios da quantidade de água que virá a poder ser armazenada na albufeira resultante da obra. Será que se está a alquevar o país?
A segunda notícia é pacífica e, não obstante, merecedora do elogio público : a inauguração dum centro de arte moderna que ostenta o nome "Graça Morais" e instalado no edifício que era o do Banco de Portugal, no coração mesmo da cidade.A ver na próxima visita ao berço.
Depois de um fim-de-semana em que uma das notícias quentes foi a do próprio calor em si e a outra foi a vitória de Espanha no Euro 2008, a semana começa com uma variedade de tons nordestinos, de valor diferente, mas não indiferente.

Porque venceu a Espanha?

A Espanha venceu o Europeu porquê?

Porque foi a melhor equipa do Europeu, nem mais, e:

- Tinha uma equipe homogénea, sem vedetas
- Não tinha o Scolari como treinador
- Não tinha o Ricardo mas sim o Ikor Casillas

Nem mais!

Que viva Espanha!

Coca- Colas

E lembrar-me eu que para termos isto ( as bebidas claro ), tínhamos que ir até Alcañices !!! Que calor ...
Lembrai-vos da Canada Dry ???

domingo, junho 29, 2008

Que viva Espanha!


ESPANHA CAMPEÃ DA EUROPA
com toda a justiça

Na orla do mar, dito por "moi"!

video

Para o BV que já pediu há uns tempos! mas o HB anda noutra...é só futebol!

Para o nosso Colheiteiro63 VB e esposa


Até à Vitória , hoje

Chester (UK), relógio...

Domingo, habitual dia de melancolia

Domingo, habitual dia de melancolia, tristeza suave, nervoso miudinho, o último de uma sequência, onde há sempre algo para fazer, para programar, para resolver, é passado entre idas à sala, à cozinha, ao café mais perto, à leitura do jornal e revista apêndice, ao zapping na TV. , à blogosfera , aos comentários , aos emails...
Enfim, está a ser mais um Domingo! Que dia chato

A noite de meu bem, cantada pela autora da letra e música!

video


A noite de meu bem

Hoje eu quero a rosa mais linda que houver
e a primeira estrela que vier
para enfeitar a noite do meu bem.
Hoje eu quero paz de criança dormindo
e o abandono de flores se abrindo
para enfeitar a noite do meu bem!
Quero a alegria de um barco voltando
quero a ternura de mãos se encontrando
para enfeitar a noite do meu bem.
Ah, eu quero o amor, o amor mais profundo,
eu quero toda beleza do mundo
para enfeitar a noite do meu bem!
Quero a alegria de um barco voltando,
quero a ternura de mãos se encontrando
para enfeitar a noite do meu bem.
Ah, como esse bem demorou a chegar...
Eu já nem sei se terei no olhar
toda a beleza que eu quero lhe dar.

Dolores Duran (letra, música e voz)

A noite de meu bem!

video

Playlist: FIM!

Vou terminar a minha playlist de música brasileira com uma canção e dedicada ao administrador do nosso Blogue: HB ou Átila, ou como deve ser: Hélder Barreira.

Esta canção também faz parte das que integram os meus rituais de passagem da infância para a adolescência.

-E, não, NÃO , HB, no Liceu não namorei ninguém!
Gostei de algumas, gostaram de mim, mas os tempos não foram coincidentes, ou então foi a minha timidez (que ainda se mantém!)

Saravah, meu amigo!

Aí vem: A noite do meu bem cantada pelo Agostinho dos Santos!

Manhã de Carnaval

video

A banda - Chico Buarque de Holanda

Poema das mãos!

video

A Playlist continua: Poema das mãos!

Poema das Mãos

Nas tuas mãos deixei meus sonhos
Nas tuas mãos deixei bondade
Alegre sonho, ficou tristonho
Nas tuas mãos virou saudade

Nas minhas mãos o teu perfume
Nas minhas mãos o teu cabelo
O meu ciúme, o meu queixume
Nas minhas mãos um triste apelo

As tuas mãos estão mais frias
Estão vazias de meus dedos
As minhas mãos, talvez não sintas
Estão famintas de desejos

Nas minhas mãos a despedida
Nas tuas mãos a minha vida

Luiz António

(cantado por Miltinho, nos Anos 60)

Por gostar tanto desta canção e deste poema faço este post, o próximo é a canção!

Onde estará o meu amor?

sábado, junho 28, 2008

Ria de Aveiro, vista da Pousada!


Fim de semana atribulado

Saí da Beira baixa, bem baixa já quase Alentejo, e dirigi-me ao norte litoral.

Saí com 35,5 ºC e cheguei, 2 horas depois, com 20ºC!

Recepção, chave, quarto.

Primeira coisa em qualquer parte do mundo: ir á janela ou varanda se houver, gosto de vistas lindas quando acampo em hotéis ou pousadas.

O meu “porto de abrigo” desfez o saco, roupa de dia, roupa de jantar, etc, o que já era bom sinal!

Depois de retemperadora passagem na casa de banho avançamos para a sala de jantar.

Escolhemos mesa de forma a ver Aveiro, as luzes, bem lá no fundo!

Mesa apresentada com o costume, entradas vulgares. Um chouriço e salsichas grelhadas banais, azeitonas verdes carregadas de ervas provençais, fracotas, salvavam-se as ervas, e a respectiva cestinha de pão sintético, e dois ou três bocadinhos de broa!

Carta com os pratos, escolhi empada de berbigão como entrada e caldeirada de enguias, a minha mulher optou por papaia com gambas e dourada com broa não sei quê!

Vinhos, bom! pensei, com a caldeirada apetece-me Muralhas, meia garrafa.

Comecei a debicar as entradas e provei o Muralhas. Pedi um cestinho só de broa de milho, obviamente! Chegou a empada, desapareceu em duas dentadas e o Muralhas evaporou-se!

Pedi nova garrafa.

Chegou a caldeirada de enguias! Divinal, bem temperada, de fazer chorar por mais, claro que o Muralhas evaporou-se completamente.

- Duas garrafas dizia a minha mulher, a sorrir. Bom, já sorria e só bebia água.

Na altura de partirmos para a sobremesa, em buffet, a menina começou a levantar os pratos e ia levar a cesta da broa.

Escandalizado disse-lhe:

- Ó minha linda menina pode levar a minha mulher se quiser, mas deixe-me a cesta da broa!

Ela ficou especada a olhar para mim, de olhos muito abertos, a minha mulher ria, ria, e o Chefe de Mesa chegou aflito!

- Há algum problema?

- Não, não, é só uma troca, sem consequências…! Disse.

A menina percebeu e, sorrindo, deixou a broa. A minha mulher comentou:

- Já sei que para ti vale mais meia cesta de broa do que eu! E ria a bom rir. Fiquei, por dentro, feliz por vê-la rir daquela maneira.

E aproveitei (safado!):

- Traz-me a sobremesa!

- Não, não, se ainda fosse a cesta cheia…

E tive de ir à sobremesa.

Mas os pais modernos usam uns sapatos caríssimos que os filhos recomendam, de marcas caras e parecem ténis. Os meus agarravam-se ao chão de xisto e tropecei. A minha mulher começou a gozar:

- Deve ser do vinho que se evaporou…

Mas não era! Era mesmo o chão irregular. Na dúvida, levantei-me, depois dos ovos-moles, e saí de mão dada qual jovem a passar o primeiro fim-de-semana com a namorada, não fosse o chão enrugar mais!

Cheguei ao quarto, deitei-me, comecei a ler e não passei da primeira linha! Adormeci de luz acesa, TV ligada, janela aberta, etc. Deve ser do ar da ria, puxa muito, dá muito sono!

De manhã depois do pequeno almoço fomos dar uma volta, e recebemos um telefonema que nos fez regressar. Nada de grave.

Passagem na Meta, não caí na asneira da meia garrafa, para não evaporar, veio garrafa das grandes, mas também se evaporou.

É que nas viagens grandes fazemos sempre assim: um conduz na ida, outro na volta. Por causa de eventuais evaporações escolho sempre a ida.

Adormeci! Ando a trabalhar muito e dormir pouco, por isso tanto sono.

Acordei depois de Pombal, na A1, e a seguir a Leiria disse: Sai, vamos fazer turismo!

Saímos e fomos passando por terras iguais a tantas outras. Ao fim de vários kms vi um monte com um castelo e disse: vamos lá espreitar!

O que fui dizer! Já não queria sair de lá sem ver todas as pedras e pedrinhas, o que valeu foi o calor que não permitia.

A vinda, junto à capela/igreja estavam muitas pessoas bem vestidas e uma noiva a preparar-se para entrar, cheia de pompa.

Disse rapidamente: abranda! Quase parou junto da noiva, abri o vidro e disse: Felicidades!

A noiva virando-se para mim, com um sorriso de felicidade, respondeu: Obrigado!

A minha mulher olhava para mim, espantada, e disse:

- Assim é que gosto de te ver, bem-disposto, a brincar, vou trazer-te mais vezes a passar o fim-de-semana a uma pousada. Esta fica para o Outono.

Sorri e pensei: “e julgava eu que era ela que precisava de sair para espairecer”, e era, mas mesmo assim estava a pensar no meu bem-estar!

As mulheres são um mistério perfeito e indecifrável! É bem verdade, e ainda bem!

Boas férias, Senhora Vereadora...




Dai-me uns finos e um molete ...


Senhorios , assim ???


Quando uma casa comercial que paga 25 euros de arrendamento e onde pagou durante muitos anos uma renda ínfima se acha no direito de exigir/sugerir a realização de uma obra que custa pelo menos o equivalente a dez anos de rendas futuras e corresponde praticamente a todo o "bolo" das rendas que pagou desde o início, o resultado é este que se vê na foto, ruína total . O mais grave, é que esta ideia pertence a uma cultura generalizada e autorizada pela lei. Uma cultura que arruinou os centros das cidades e empobreceu milhares de famílias. Pudessem elas tombar os prédios nas estradas e paralisar o País, outro galo cantaria.
Assim, resta-lhes ter sentido de humor.

Este imóvel é meu , situa-se no centro da cidade de Bragança , mesmo em frente ao Museu Abade de Baçal. Está à venda , mas quem o quer com inquilinos destes ....

A foto tem 17 anos ( ainda era recuperável ), hoje o imóvel está irreconhecível , quem nos acode ?

sexta-feira, junho 27, 2008

Ai quem me dera ...


Não, não era ter outra vez vinte anos. Era ...

Escutador de almas - comentários...!

Bela escolha, escutador de almas! :-))

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Escutador de almas - magnífico!
Que é que tu achas, DO?
Revês-te nele, profissionalmente?

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Manel, "escuto almas", sim senhor!
Pessoal e profissionalmente!
Estranho com um não crente escuta almas...! Né?
Almas no sentido que a autora lhe dá!

Isto de autores é complicado!
Vê o Saramago...como é difícil lê-lo, sem ser em voz alta!
Défice meu, claro!

Apesar de tudo prefiro quem saiba colocar virgulas!
HERESIA, vou ter os "românicos" todos a baterem-me...!

O que me vale é que já não estou cá, depois de almoço, ala que se faz tarde…

Ora bem ...

Porque é que o primeiro passo num qualquer caminho que se pisa pela primeira vez há-de estar envolto em constrangimento?
O primeiro passo está dado e é pequenino para que não me caia em cima o anátema do dito "Entradas de leão...", o que até nem seria descabido na parte agora transcrita, pois Leão é o meu signo!!! Vamos com calma, que é Verão e o calor por aqui ,finalmente!, aperta.
Saudações amigas.

mc

Paroles...para espantar viroses!

video

BYE, Xau, Inté...

Até breve!

Calma!
Eu volto...
aliás não estarei com quem quiser sempre que o desejar?
(paroles, paroles...)

Playlist, de novo...

A última canção da playlist, A noite do meu bem, tem um significado muito especial para mim: marca o início dos meus vários - variadíssimos, dizem as más línguas - amores adolescentes!
Se bem me recordo nunca namorei no Liceu, mas várias meninas namoraram comigo, sem eu saber...(já sei que vou levar...!!!).
Quem eu queria não me queria quando eu queria e queria quando eu já não queria!
Complicado?
Pois é, os adolescentes são complicados!

Sim porque o amor da primeira classe, aos 6 anos, não conta, mas lá que era uma grande amor, era!

Como tal fiz dois vídeos, o original, Agostinho dos Santos, e outro com Maria Creuza.
As minhas memórias estão ligadas, naturalmente, ao primeiro, mas deixo ao vosso critério a escolha.

Qual deles preferem?
Informem nos comentários, OK?

PS - até podem ser as duas...

Eu não existo sem você...


video

Hoje e amanhã!

Hoje e amanhã era um dia de convívio com almoço, onde esperava aprender muito da arte de navegar, não à bolina, mas sim nos blogues.
Iria aprender, com quem sabe, a bloguear!

Só blogueia bem quem tem sensibilidade, delicadeza, bom gosto e sabe escrever bem.
Há blogues que me fascinam e a descoberta do autor pelo que diz, pelo que omite, pela forma como diz ou não diz, estimulam o meu desejo de conhecê-los.
Aqui a formação profissional não ajuda nada, pelo contrário, se não compreendesse tantas dúvidas, incertezas, angústias, dores e solidões, seria, para mim, muito mais fácil!

Lamentavelmente um participante (o promotor) adoeceu, melhoras rápidas e seguras, meu amigo, impedindo o "atelier" de formação!
Espero que outras oportunidades surjam!
Surgirão de certeza.
Com o vento de feição e uma carta de marear rosada, aprender vai ser fácil.

Como é indispensável que o meu "porto de abrigo" saia, areje, para a "virose lutal" ser vencida - está a sê-lo - em vez da Pousada do Castelo de Ourém, é outra bem junto ao mar que espera por mim.
Com a vantagem/desvantagem (sempre a eterna contradição) dos ovos moles e do pão de ló molhadinho!
É sempre a mesma dúvida: ovos moles ou pão de ló?
- "Os dois e muito de cada!".
Isto chama-se pecado da gula, para quem peca, claro, não para mim.

E para terminar, de regresso, um leitão à bairrada com muita pimenta, que disse muita asneira em pequeno (por acaso não, era um menino muito bem comportadinho, era e ainda sou!), com desgosto do meu "porto de abrigo" que é alérgica à pimenta!

Mais uma semana de dieta, mas como é por uma boa causa...

De qualquer forma até mais além, com desejos de que todas as "viroses" se fundam no esquecimento.

E se quiseres estar junto dos teus amigos não estarás já lá?
Com vento de feição e uma carta de marear, é fácil chegares onde desejas...(não são paroles, paroles...)!

Não parto sem colocar outra canção da playlist (já estão feitos todos os vídeos, colocarei um por cada dia) para deleite de todos os apreciadores de música brasileira.

Claro, eu não existo sem você!