A interactividade da Colheita63 em movimento contínuo para todo o Mundo e especialmente para Lisboa , Tomar , Monte Estoril , Linda-a-Velha , Setúbal , Coimbra , Porto , VNGaia , Braga , VNFamalicão , Santo Tirso , Afife , Vila Real , Vinhais , Bragança , Castelo Branco , Seia , Vendas Novas , Varsenare e Aveiro

sábado, julho 28, 2007

Trasmontano degenerado

Fiquei satisfeitíssimo por o " Simãozinho" ( diminutivo dado pelo seu diminuto carácter) nos ter abandonado e optado pelas pesetas(euros), que os seguidores do famoso Gyl e Gyl lhe ofereceram, para obsequiar os nossos estimados " hermanos", com o seu real talento nas artes da "bola". Não obstante o " engenheiro do penta" ter afirmado que quando sonhava em perdê-lo entrava em "pré-delírio", o patrão de todos, que há muito tempo queria ganhar dinheiro com aquela "mercadoria", não se fez rogado, talvez nesta derradeira oportunidade, perante a fortuna escrita no cheque do contrato, afirmando "en passant" que o treinador deveria estar muito satisfeito com o plantel que lhe proporcionava.
Mas, a razão da minha satisfação, não se prende com grandes desgostos que sofri, perante jogadas espectaculares que o "pequenino" efectuou em jogos decisivos e que conduziram a derrotas significativas do meu clube!
Não, não foi por isso.
A razão que me assiste deve-se a declarações proferidas pelo Simão, quando do regresso a Portugal, após uma falhada transferência, referindo-se ao SPORTING.
É do conhecimento de todos os amantes do futebol que Simão, nascido em Constantim, redondezas de Vila Real, aos 13 anos rumou às Escolas de Formação de Alvalade, para lá se tornar HOMEM e, se possível, um grande jogador de futebol.
Fez-se um grande jogador e, ainda novíssimo, fez um contrato milionário com o Barcelona.
Por razões que não vêm ao caso, não singrou naquele clube e regressou a Lisboa.
Na altura, o Sporting tinha direito de preferência para o receber, mas por razões financeiras assim não procedeu.
Foi, neste clube, que Simão teve a sua família adoptiva e que lhe deu "o pão" do seu sustento. Foi lá, que teve as primeiras alegrias desportivas e que sempre foi acarinhado por todos os seus adeptos e sócios.
Não merecíamos, nem havia necessidade, que após ter sido bem contratado pelo Benfica , transmitisse de forma tão ingrata e despresível o que sentia pelo clube que lhe estendeu a mão, quando menino.
"Não mordas a mão , que te deu o pão" é um ditado popular bem conhecido das gentes transmontanas.
Boa viagem!

4 comentários:

afonso disse...

Acredito que os sportinguistas se tivessem exaltado, pela negativa, no momento em que o Simão se transferiu para o Benfica, é normal. Contudo, recordo um jogador que saiu do SLB, e sempre que "visitava" o Estádio da Luz era assobiado: João Vieira Pinto. E até à data, nas suas entrevistas nunca mencionou um certo afecto pelo Glorioso, nunca. Mesmo quando envergava a camisola do SCP. Para além dos seus melhores momentos terem ocorrido durante a sua estada no SLB.

São visões antagónicas em que o clubismo impera sempre.

Um abraço

Atilahab disse...

IFFT :És a manifestação pura da "Dor de Cotovelo" dos lagartos...

M.C. disse...

Vivo um conflito insanável ,fico indiferente à águia e ao leão,mas gosto de Lisboa e prefiro o dragão.

Anónimo disse...

Ah grande Manuel... nunca tive dúvidas! Somos do signo do Dragão! E viva a polémica!!!
Um abraço a todos e que todos vivam, sejam eles lagartos, águias ou dragões. Não vale a pena gastar muita tinta...não carece!
Mas, apesar de tudo, que não me falte o azul...a imensidão...a serenidade e a calma que só o azul nos concede. E vou parar!!!

Renovo o meu abraço para todos

Francisco Almeida