A interactividade da Colheita63 em movimento contínuo para todo o Mundo e especialmente para Lisboa , Tomar , Monte Estoril , Linda-a-Velha , Setúbal , Coimbra , Porto , VNGaia , Braga , VNFamalicão , Santo Tirso , Afife , Vila Real , Vinhais , Bragança , Castelo Branco , Seia , Vendas Novas , Varsenare e Aveiro

quinta-feira, janeiro 20, 2011

Impressões digitais .....

 As impressões digitais ,  as pegadas, a fala e a escrita deixam sempre rastos e numa conjugação de esforços mentais á mistura com alguns iscos que ás vezes se deitam , torna-se possível identificar os autores daqueles , que escondendo-se debaixo da capa do anonimato ou de uma falsa identidade praticam a maior diversidade de ilícitos e que julgam nunca ser apanhados ou identificados.
A ciência tem vindo a progredir muito nestes aspectos e ultimamente com a introdução do ADN e do ID  , em combinação com os indícios recolhidos , é quase fácil identificar os seus autores , principalmente quando os praticam á vontade , com todo o despudor e sem qualquer receio .
Cá se fazem , cá se pagam ....

9 comentários:

Anónimo disse...

HB, este post é um isco para os “intrusos” do “vosso” blog? Olhe que a partir de agora eles vão ter mais cuidado! E como nem à força lhes poderá arrancar um qualquer bocadinho para conferir o DNA só lhe resta a tal “pena capital”. Oh, mas seria tão injusto! Aposto que até ia ter colheiteiros(as) a reclamar, tendo em conta o que o Zé Inácio e LP disseram.
Madalena Cabral

HB disse...

Madalena Cabral : Não se queira colocar no mesmo plano nem queira misturar na sua argumentação as duas pessoas que indicou , pois elas escrevem sob os seus nomes e não têm medo de dar a cara .
Ao contrário , a senhora escuda-se debaixo dum nickname e não tem sido capaz de dar a cara pelas suas opiniões.
Quano ao resto de seu comentário vou seguir o exemplo do povo : "Palavras loucas , orelhas moucas " .
Passe bem

Anónimo disse...

HB, não se irrite, nem fique azedo, (será isto um juízo de valor?)! Se eu dissesse quem sou isto perdia toda a graça! Mas, já agora lhe digo que quando tenho argumentos eles me chegam, sem necessidade de usar os dos outros…o fazer referencia a Zé Inácio e a LP foi apenas um cumprimento para eles por entenderem tão bem que o “jogo”, neste caso, de palavras trás alguma graça ao “vosso” blog, que andava em “águas mornas” . Assim pelo menos eu dou azo a que me “batam” e como não dói eu não me importo!
Madalena Cabral

Anónimo disse...

HB, este post tem como destinatários os "intrusos"? Nesta paisagem pardacenta e desalentada em que estamos a viver, deixa-os "clorir" o blog. Eu adoro lê-los porque não são ofensivos,mas apenas provocadores, penso que para desencadearem diálogo e polémica. Quando a Madalena Cabral se "ausenta" até já lhe sinto a falta. Deve ser uma divertida professora de inglês (usa por vezes esta língua)e com bastante poder de argumentação. Imagino como deve estar hilariante com as nossas respostas e contra-respostas. Viva a boa disposição!

LP

Duarte disse...

Cuidado com os juízos de valor!
Eh Eh Eh Eh

Anónimo disse...

O que vale a alguns, é a simpatia e afabilidade dos outros mas eu acho uma perda de tempo andar a jogar ao esconde esconde, com pessoas desconhecidas ou que assim querem parecer. Por certo terão as suas razões e, se se divertem e nem incomodarem os colheiteiros, deixá-los lá. Há gostos e vontades para tudo.
Fbbc

HB disse...

Para que conste :

“Certas pessoas têm o hábito de, levianamente, formar e declarar juízos de valor, de quem não os agrada. Daqueles que agem de forma contrária aos seus preceitos, dados como únicos e verdadeiros”.
Mikhail Bakhtin

Um Juízo de Valor é uma opinião, contundente, sobre a correcção, ou incorrecção de algo e de sua utilidade... Baseado em ponto de vista, estritamente pessoal.

Mas, se formos além de nossos limites e fizermos ‘julgamentos’ (geralmente apressados, na racionalidade necessária, ou emocionais, em excesso dispensável) a respeito de um indivíduo, corremos o risco - quase certo, de errar redondamente.

Anónimo disse...

HB, para mim um juízo na acepção em causa é uma opinião pessoal e não um "julgamento".

LP

Anónimo disse...

Fbbc, diga lá que não tem curiosidade de ler os comentários da Madalena Cabral! Afinal o jogo do esconde, esconde até foi algo que nos divertiu na infância…e este agora, pelo menos a mim, também me está a divertir!
Madalena Cabral