A interactividade da Colheita63 em movimento contínuo para todo o Mundo e especialmente para Lisboa , Tomar , Monte Estoril , Linda-a-Velha , Setúbal , Coimbra , Porto , VNGaia , Braga , VNFamalicão , Santo Tirso , Afife , Vila Real , Vinhais , Bragança , Castelo Branco , Seia , Vendas Novas , Varsenare e Aveiro

terça-feira, dezembro 26, 2006

Estado

Nesta época de mais disponibilidade e de tempo pude ler vários jornais e revistas.

Da sua leitura ressaltou-me o seguinte:
os que mais clamam contra o excesso do Estado Social
são os que mais exigem aumento do Estado Securitário.

Afinal em que ficamos, menos Estado ou mais Estado?

Nem menos nem mais, MELHOR, digo eu.

4 comentários:

Gélica disse...

Eh! Eh! a tua primeira frase fez-me rir...,essa é mesmo à macho latino. Pergunta ás mulheres se alguma nesta altura teve tempo para leituras!

M.C. disse...

O peso da tradição, o cumprimento do ritual, o respeito pelos antepassados!!!É Natal. Eh...Eh...

G.B. disse...

Querido Manel,tenho dois em casa que também lhes pesa muito a tradição...,tanto, que já não lhes estava a agradar nada o "mau exemplo" do alemão que cá tive.
Beijinhos e boas entradas.
Gélica

P.S.Já tinha saudades da tua escrita,eu bem sabia que com aquele empurrãozinho irias ser um grande bloguista!!

M.C. disse...

Sempre simpática,Gélica. E assim se prova(!) como um empurrãozinho certo na hora certa pode fazer milagres!
Nunca se deve desesperar.Beijinho,MC